Tratamento de EP/Ansiedade com Psilocibina

Ir em baixo

Tratamento de EP/Ansiedade com Psilocibina Empty Tratamento de EP/Ansiedade com Psilocibina

Mensagem por piter em Ter Dez 04, 2018 1:07 am

Olá a todos do fórum!! Já tem alguns anos que acompanho este fórum mas mas nunca vi ninguém discutindo o assunto então resolvi postar. Pra quem não conhece a psilocibina:

Definição

O princípio ativo dos, assim chamados, cogumelos mágicos é a psilocibina (4-phosphoryloxy-N,N-dimethyltryptamine), um tipo de triptamina que age nos receptores serotoninérgicos, isto é, o mais proeminente no córtex pré-frontal do cérebro – uma área envolvida no humor, cognição e percepção. Trata-se de um psicodélico clássico e com baixo risco (NUTT, 2016). A psilocibina é rapidamente metabolizada em psilocina no nosso organismo, que é um agonista do receptor serotoninérgico 5HT (1A, 2A e 2C). Após a ingestão, psilocibina é metabolizada e, em seguida, absorvida no trato gastrointestinal. Seus efeitos ocorrem geralmente no prazo de 30 minutos após a ingestão, com uma duração do efeito de 4-6 horas.

Um dos principais campos de estudo da psicoterapia aliada ao uso de psilocibina, no tratamento de depressão e ansiedade, envolve o atendimento a pacientes com câncer em estado avançado. O famoso psiquiatra David Nutt conversou com os dois últimos presidentes da American Psychiatric Association (Liberman e Summergrad), o último presidente do European College of Neuropsychopharmacology (Goodwin), além de outros importantes nomes do EUA e Inglaterra no controle das drogas e regulação sanitária. Todos falaram a mesma coisa: “é tempo de levar os tratamentos com psicodélicos a sério na psiquiatria e na oncologia, como nós fizemos nos anos de 1950 e 1960, o que significa que nós precisamos ir de volta ao futuro” (NUTT, 2016, p. 1163). Trata-se de um equívoco destes pesquisadores e autoridades. Os tratamentos com psicodélicos vem revolucionar não apenas a psiquiatria e a oncologia. Vem revolucionar todo o campo da saúde mental.

A depressão, tipicamente, cursa com sensações de reduções na energia psíquica, da libido (redução do interesse sexual), alterações no peso (aumentando ou decrescendo), no humor (hipotimia ou apatia; pode haver anedonia, isto é, redução da capacidade de sentir prazer), no pensamento (como o pensamento lentificado ou derreista…), na autoimagem e a perda da motivação. Também podem ocorrer alterações no sono, com hipersonia (dormir em excesso) ou insônia. É comum no humor triste a presença de choros frequentes e, em algumas depressões, a incapacidade de chorar. Estima-se que cerca de 15% da população passarão, em algum momento, por um episódio depressivo. Nos EUA estima-se que 7% da população teriam depressão maior (segundo classificação do DSM V, manual diagnóstico organizado pela Associação de Psiquiatria dos EUA).


A Psilocibina (composto ativo do cogumelo) já vem a alguns anos sendo estudada pelo comunidade científica e este ano a FDA (agência reguladora de medicamentos nos EUA) aprovou que seja estudada para depressão refratária. Segue alguns links interessantes sobre a psilocibina:

biopsico.com.br/site/2018/11/20/fda-permite-que-psilocibina-seja-estudada-para-depressao-refrataria/
nytimes.com/2018/10/03/science/magic-mushrooms-psilocybin-scheduleiv.html
oglobo.globo.com/sociedade/saude/cogumelos-magicos-podem-ajudar-no-combate-depressao-diz-cientista-19318808
medium.com/@raquelrapini/o-uso-cient%C3%ADfico-da-psilocibina-pode-combater-a-depress%C3%A3o-e-ansiedade-e2e183e15c98

Microdoses

A utilização de psilocibina em doses acima 0,5g pode gerar desconforto e alucinações, entretanto existe uma linha terapêutica que defende o uso de microdoses que varia de 10mg até 300mg. Para os iniciantes, microdosagem é o ato de consumir quantidades sub-perceptivas, no caso cogumelos com Psilocibina. Sub-perceptiva significa efeitos sutis, porém visíveis. Normalmente, os indivíduos adicionam doses sutis em sua rotina semanal para florescer a criatividade, dar mais energia, aumentar o foco e melhorar as habilidades comunicativas.

Outros benefícios reivindicados pela microdosagem incluem:

Eficaz contra a depressão
Eficaz contra a ansiedade
Eficaz contra DDA/TDAH
Eficaz contra vícios, cigarro por exemplo.

scientificamerican.com/article/scientists-are-starting-to-test-claims-about-microdosing/


Alguém aqui já testou a psilocibina pra tratar ansiedade ou ep?
No meu caso a EP eu sempre utilizei a dapoxetina+viagra, apesar de ter um controle bom a dapoxetina me joga pra baixo rápido de uma forma que após a primeira ejaculação perco totalmente a ereção não tendo chance alguma para uma segunda rodada. Já utilizo a psilocibina a algum tempo e ela é ótima para tratar minha ansiedade e já obtive sucesso algumas vezes tomando antes de uma transa ficando mais de 20 minutos sem ejacular.
Acredito que a psilocibina seja uma alternativa de teste para aqueles que não estão se dando bem com dapoxetina, paroxetina e similares. Recentemente comprei a pomada TKTX indicada aqui no fórum e pretendo assim que possível fazer um teste com a combinação TKTX+psilocibina. Uma combinação que seria interessante também seria TKTX+psilocibina+algo natural para fortalecer a ereção. O que acham?

piter

Mensagens : 2
Data de inscrição : 03/12/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tratamento de EP/Ansiedade com Psilocibina Empty Re: Tratamento de EP/Ansiedade com Psilocibina

Mensagem por Luiz. em Qua Dez 05, 2018 11:07 pm

Achei a proposta interessante. Não tentaria em mim pois tenho transtorno de humor e, naturalmente, posso elevar o humor até obter a alucinação caso não tome remédios. Esta substância deverá ter sua segurança e eficácia testada principalmente pra prevenir disparo de transtornos psiquiátricos pelos consumidores. Outra via alternativa seria o chá do santo daime. Dependendo do caso, se você tratar uma ansiedade ou depressão, coisa que é bem mais ampla que uma E.P, poderá ter uma vida sexual melhor.
Na minha experiência com o humor elevado, tinha ereção de garoto jovem e conseguia durar bem mais, mas eu acho muito perigoso elevar o humor sem a supervisão de um profissional de saúde responsável. Eles estudam dosagens, avaliam clinicamente e tomam decisões baseadas em vasta experiência clínica. É bem diferente de um maluco caçar cogumelos em bosta de vaca no pasto como alguns conhecidos meus. E sim, eles com "balas" e chás relataram experiências sexuais intensas...

Luiz.

Mensagens : 558
Data de inscrição : 01/07/2014
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tratamento de EP/Ansiedade com Psilocibina Empty Re: Tratamento de EP/Ansiedade com Psilocibina

Mensagem por piter em Qui Dez 06, 2018 3:54 am

Realmente não é seguro ninguém sair por ai caçando cogumelos, eu mesmo passei algum tempo lendo sobre a psilocibina e hoje faço em casa o cultivo de um espécie de cogumelo que contém psilocibina, desidrato e encapsulo, assim não preciso ir atrás de cogumelo no campo e correr o risco de colher uma espécie tóxica. A psilocibina contido no cogumelo é uma droga mais seguro que o álcool e a maconha segundo um estudo feito com quase 120 mil participantes em 50 países, veja:

exame.abril.com.br/ciencia/cogumelos-alucinogenos-sao-mais-seguros-do-que-alcool-diz-estudo/

Acredito que o uso abusivo dessas substâncias é que cria essa má fama. De qualquer forma, os estudos estão ai provando o contrário.
Sobre o Chá do Santo Daime (Ayahuasca) também já tive oportunidade de ler a respeito e acredito que pode ser uma alternativa também. Seu princípio ativo é o DMT mas nunca utilizei por não ser de fácil acesso como os cogumelos.

piter

Mensagens : 2
Data de inscrição : 03/12/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tratamento de EP/Ansiedade com Psilocibina Empty Re: Tratamento de EP/Ansiedade com Psilocibina

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum